quinta-feira, 30 de maio de 2013

Então lhes foi dito

Então lhes foi dito que o último bastião do que mais amavam havia caído. Não tinham mais quem os defendesse. Era longo o perfeito eclipse. Então lhes foi dito que o santo havia sido enganado. Onde mais suas almas se alegraram, mais foram traídos. Por que pulveriza Deus a Tradição que ecoa o Verbo? Por um momento, houve um certo alívio. Não se calou a santa palavra, não foi tomada a alta fortaleza. Por que dizima Deus milhares de fiéis que O adoram e os joga no mesmo escuro abismo onde blasfemadores contumazes caíram? Por ato e por omissão se paga; um saldo ancestral em nossas costas. A doença mostra onde mudar, o que o arrastará para baixo. Há uma pedagogia santa na dor e no completo abandono. Foi-lhes dito errado e se alegraram. Deus não destruiu a Tradição, não puniu de morte os seguidores do Verbo. Assim seja. Que nos sirva de lição: não confiar até nos que estão em nossas fileiras, lado a lado lutando conosco.

Horrores seletivos

Muitos católicos se revoltam com o implacável rigor do sistema calvinista (segundo o qual muitos nascem já condenados e sem possibilidade de reconciliação com Deus) e não sentem o mesmo horror em relação às penas eternas do inferno, à perda eterna da alma por causa de um único pecado mortal, às crianças condenadas eternamente pela falta de batismo ao morrerem etc, de sua própria religião. O Calvinismo é apenas um grau acima no rigor da justiça de Deus em que devemos acreditar enquanto católicos.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Claude Debussy e os russos

Debussy foi de início influenciado pelos russos, tendo até mesmo trabalhado para a mecenas de Tchaikovsky, Nadejda von Meck. É interessante notar que os franceses precisaram dos russos para fugir da influência alemã e criar sua própria versão do Romantismo tardio, que eles chamaram de Impressionismo; e também que desta forma redescobriram a si mesmos e uma tradição romântica francesa meio esquecida provinda de Berlioz, que influenciou toda a música russa depois que por lá passou. Também é interessante que na própria Rússia a música de Debussy não teve muita influência; o único compositor russo cujas pesquisas composicionais se assemelham às de Debussy é Scriabin, que não precisou do francês para descobrir novas relações sonoras e expandir a fronteira harmônica de sua época.