sábado, 21 de junho de 2014

Imaturidade e história

A falta de maturidade exige satisfação imediata e é-lhe impensável o sacrifício pelo futuro. Um povo pode querer não amadurecer porque isso implica em passar pela dor e pelo sacrifício de si mesmo. Ele não vê no universo nada mais digno que seu próprio conforto. Talvez seja até bem-humorado, mas guarda dentro de si uma angústia quase imperceptível. É uma espécie de acídia retroalimentada pelos demais pecados, que por sua vez são constantemente fomentados por uma baixa cultura que só incentiva a satisfação dos instintos. Daí porque os povos mais infantilizados por sua própria cultura são também os que menos têm e entendem o que seja história.